Olá, tenha uma Boa Noite! - Domingo, 25 de agosto de 2019

UM CATARINENSE NO GUINNESS DA DIGITAÇÃO MÓVEL

Publicado em: 09/05/2014 13:54:12


Marcel Fernandes Filho de 18 anos entrou para o Guinness por ser o digitador mais rápido do mundo em celulares touch screen e contou nesta quinta-feira à Agência Efe que não se considera um "viciado" em tecnologia, mas que a habilidade o ajuda todos os dias. "Não me considero viciado, eu faço outras coisas também, não fico mexendo no celular o dia todo", declarou.

O jovem bateu o recorde digitando nove letras por segundo e ressalta que a agilidade no teclado não o faz perder "concentração". "Essa habilidade de digitar rápido me ajuda todo dia, pois eu posso fazer muitas coisas ao mesmo tempo", destacou o jovem da cidade de Laguna, em Santa Catarina.

Marcel utiliza o teclado da empresa Sleksy, que, segundo ele, é mais "especializado, preciso e revolucionário", e pode ser baixado gratuitamente em qualquer dos sistemas Android ou IOS. O catarinense sempre participou de competições da empresa e ganhava todas até que foi indicado ao Guinness. Para entrar no livro dos recordes, o rapaz teve duas semanas para treinar um texto enviado pelos organizadores do Guinness antes de viajar no final de abril a Nova York, onde se tornou o maior digitador do mundo. Marcel concorreu sozinho e, por isso, tinha quantas chances quisesse sem usar o autocorretor ou apagar as letras erradas até bater o recorde, sendo a regra digitar um texto padrão de 160 letras em sequências sem errar.

Sob câmeras e uma juíza, Marcel digitou o texto todo em 18,19 segundos, batendo o recorde anterior de 18,44 de um norte-americano. "Desde criança sempre me fascinei por recordes, mas nunca imaginei participar do Guinness, nem sei o que pensar", declarou à Efe. Além do nome no livro, o prêmio foi a viagem até Nova York e o diploma do Guinness World Records com o título em inglês de "The fastest time to type a text message (SMS) using a touch-screen".

Marcel conta que começou a digitar rápido em 2010, quando seu computador de mesa estragou e ele teve que começar a usar o celular para se comunicar com os amigos, responder mensagens e acessar a internet. Segundo o catarinense, com o tempo ele foi se aprimorando e sendo mais preciso na digitação, apesar de seus pais não gostarem muito dele ficar muito tempo no celular. "Antes do evento do Guinness, eles não gostavam muito de eu estar conectado no celular, mas, depois que eu ganhei, eles ficaram super orgulhosos", comentou. Marcel estuda Física na Universidade Federal de Santa Catarina e pretende utilizar sua habilidade também nos estudos: "Pretendo fazer alguma relacionado à pesquisa e computação", concluiu.
(Fonte: http://noticias.r7.com, de 08.05.2014).

FALECEU O NARRADOR ESPORTIVO LUCIANO DO VALLE AOS 66 ANOS

Publicado em: 19/04/2014 22:23:48


O narrador esportivo Luciano do Valle, de 66 anos, morreu na tarde deste sábado (19) em Uberlândia, depois de passar mal e ser internado em um hospital particular da cidade. Ele saiu de São Paulo (SP) e foi socorrido ainda no aeroporto do município mineiro, pelo Corpo de Bombeiros. A morte do narrador foi confirmada pela Band, emissora para a qual ele prestava serviços.
 
O narrador chegava a Uberlândia para cobrir o jogo entre Atlético-MG e Corinthians, que acontece neste domingo (20) no Estádio Parque do Sabiá, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro (Brasileirão).
Segundo assessoria da Infraero, Luciano do Valle estava no voo da TAM (3244), de Congonhas-Uberlândia. Ele passou mal ainda no avião, que pousou às 14h30 na cidade. A Infraero disponibilizou um desfibrilador e bombeiros do aeroporto, que o conduziu até o hospital.  Um médico cardiologista de Uberlândia, que estava no voo, auxiliou nos primeiros socorros.
 
De acordo com assessoria de imprensa do Hospital Santa Genoveva, o narrador deu entrada às 15h10 com parada respiratória e foi direto para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O óbito foi confirmado às 16h15.
 
O jornalista da TV Globo Marco Aurelio Souza estava no mesmo voo do narrador e contou ao GloboEsporte.com o que se passou no avião. "Ele não se sentiu bem durante o voo. Não teve nenhum rebuliço no avião. Ele só comunicou à comissária que não se sentia bem e pediu que, quando o avião descesse, chamassem um médico. Estava na primeira fileira. Todos os passageiros saíram, mas ele permaneceu. Quando eu saía, o comandante já tinha saído da cabine e conversava com ele indicando que tinha chamado um médico. A gente ficaria no mesmo hotel. Quem me relatava as coisas era o Fernando Fernandes, da Band. O Luciano já foi muito mal para o hospital. Meia hora depois, o Fernando me ligou para dizer que ele tinha morrido de um problema do coração", relatou o jornalista.
Fonte:  http://g1.globo.com, de 19.04.2014).
 

FALECEU O ATOR E DIRETOR JOSÉ WILKER

Publicado em: 05/04/2014 19:40:08


O ator José Wilker, 66, morreu na casa da namorada, a jornalista Claudia Montenegro, no Rio de Janeiro, na manhã deste sábado (5), vítima de um infarto fulminante, enquanto dormia. A informação foi confirmada ao UOL pelo produtor de teatro Cláudio Rangel. "Nós percebemos hoje de manhã. Graças a Deus, ele não sofreu nada", afirmou Rangel. 
 
O socorro foi chamado por Claudia, que mora em Ipanema, Zona Sul do Rio, por volta das 10h, mas os médicos não conseguiram reanimar o ator. Na noite da última sexta, o ator estava aparentemente bem, ensaiando para uma peça que ia dirigir, disse Rangel.
 
Wilker deixa as filhas Isabel, Mariana e Madá. Ele foi casado três vezes, com as atrizes Renée de Vielmond, Mônica Torres e Guilhermina Guinle, e namorava Claudia Montenegro há três anos.
 
A atriz Renée de Vielmond e a filha Mariana foram pela manhã até o apartamento de Claudia, onde aguardaram a remoção do corpo. Este sábado é aniversário da Mariana, e uma festa estava programada no apartamento onde ela morava com Wilker, no Jardim Botânico. 
 
O último trabalho do ator foi na novela "Amor à Vida", em que ele interpretou o médico Herbert. Antes disso, ele havia atuado em outra novela de Walcyr Carrasco, "Gabriela". Ao todo, Wilker atuou em 29 novelas, incluindo sucessos como "Roque Santeiro", "O Salvador da Pátria", "Anos Rebeldes" e "A Próxima vítima".
 
Nascido em Juazeiro do Norte, no Ceará, no dia 20 de agosto de 1947, José Wilker começou sua carreira como locutor de rádio no Ceará. Aos 19 anos, porém, ele se mudou para o Rio de Janeiro, onde começou a atuar. Um de seus primeiros trabalhos foi o filme "A Falecida", de 1965, protagonizado por Fernanda Montenegro. 
 
Com uma extensa carreira também no cinema, Wilker atuou em 49 filmes, como "Bye Bye Brasil", "Dona Flor e Seus Dois Maridos", "Jango" e "Giovanni Improtta" - baseado em seu famoso personagem da novela "Senhora do Destino".
 
Na TV, atuou em mais de 30 novelas, a primeira foi em "Gabriela" (1979), como Mundinho Falcão. Em 2012, interpretou o Coronel Jesuíno Mendonça no remake da novela e ficou marcado pelo bordão "vou lhe usar".
 
Wilker também trabalhou como diretor, tendo sido o responsável por "Giovanni Improtta" e pelo seriado "Sai de Baixo", da Globo. Ele ainda dirigiu as novelas "Louco Amor", de 1983, e "Transas e Caretas", de 1984, assim como a peça de teatro "Rain Man". (Fonte: http://televisao.uol.com.br, de 05.04.2014).

FALECEU O ATOR JORGE DÓRIA, AOS 92 ANOS

Publicado em: 06/11/2013 22:55:17


Morreu na tarde desta quarta-feira, no Rio de Janeiro, aos 92 anos, o ator Jorge Dória. Ele estava internado desde o último dia 27 de setembro, no Hospital Barra D´Or, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, com quadro de pneumonia.
 
Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ele morreu às 15h05min após complicações cardiorrespiratórias e renais. Seu último papel foi no humorístico Zorra Total, da TV Globo, no qual atuou de 1996 a 2005 – ano em que foi afastado da televisão e dos palcos por conta de um acidente vascular cerebral.
 
Nascido na Vila Isabel, Jorge Pires Ferreira adotou o sobrenome Dória ao iniciar sua vida artística. A estreia foi no teatro em 1942 e no cinema em 1948, com o filme Mãe, baseado em uma rádio-novela de sucesso. Na sequência, foi para a TV: em 1970 atuou na novela E Nós Aonde Vamos? na extinta TV Tupi. Três anos depois estrelou na TV Globo a primeira versão da Grande Família, interpretando Lineu, atualmente vivido por Marco Nanini. 
 
Um de seus personagens mais marcantes foi o Conselheiro Vanoli, da novela Que Rei Sou Eu?, de 1989. Dória também participou das novelas Meu bem, meu mal, Tieta, Rainha da Sucata, entre muitas outras. Ao todo, foram 16 novelas na Globo.
 
No teatro, suas mais marcantes atuações foram em A Gaiola das Loucas, O Avarento e Escola de Mulheres.
 
No cinema foi também roteirista, além de ator premiado em filmes como Maior que o Ódio, O Assalto ao Trem Pagador, O Beijo, Minha Namorada, entre outros.
 
Os papeis de destaque de Dória:
 
> O funcionário público Lineu em "A Grande Família" (1973) 
> O playboy mulherengo Bubi Mariano em “O pulo do gato” (1978) 
> O conselheiro Vanoli em "Que Rei Sou Eu?" (1989) 
> Seu Santinho em Quatro por Quatro (1994) 
> O interesseiro Ângelo Pietro, em Zazá (1997) 
> Maurição, o pai machista de Alfredinho (Lúcio Mauro Filho) (de 1996 a 2005).
(Fonte: http://diariocatarinense.clicrbs.com.br, de 06.11.13).

FALECEU O RADIALISTA WILSON FITTIPALDI

Publicado em: 11/03/2013 12:54:26


O radialista Wilson Fittipaldi, pai dos pilotos Emerson e Wilsinho, morreu na madrugada desta segunda-feira no Rio de Janeiro. Aos 92 anos, Wilson estava internado desde 25 fevereiro no Hospital Copa D'Or, na Zona Sul do Rio, mas não teve a causa da morte divulgada a pedido da família.
 
Primeiro narrador de corridas de carro no Brasil — narrou, inclusive, o título do filho Emerson na Fórmula-1 em 1972 —, Wilson Fittipaldi foi o fundador da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).
 
Pelo Twitter, Emerson Fittipaldi falou sobre a morte do pai:
 
— Deus chamou meu querido pai hoje (segunda) a 1h da manhã. O Brasil e o automobilismo perderam essa pessoa que tanto amou esse esporte fantástico. Graças a ele eu entrei nesse esporte que eu amo muito para o resto da minha vida. Devo tudo ao meu pai e minha mãe, por terem me levado a esse esporte! Amo muito meu pai, nosso patriarca!! — escreveu o piloto. (Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br, de 11.03.13).