Olá, tenha uma Boa Madrugada! - Domingo, 20 de junho de 2021

FALECEU O CANTOR REGINALDO ROSSI

Publicado em: 20/12/2013 15:55:04


O cantor Reginaldo Rossi morreu por volta das 10h desta sexta-feira (20), aos 70 anos, por falência múltipla dos órgãos. Considerado Rei do Brega, o artista estava internado desde o dia 27 de novembro no Hospital Memorial São José, em Recife, após sentir fortes dores no peito. O velório será realizado no Assembléia Legislativa de Recife, segundo o "Jornal Hoje", mas ainda não há informações sobre enterro.
 
A versão anterior desta reportagem informava que o cantor estava com 69 anos, mas a idade correta, de 70 anos, foi confirmada pelo empresário de Rossi, Antônio Mojica, e pelos registros de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral nas eleições de 2010, quando o cantor concorreu a deputado estadual de Pernambuco, mas não foi eleito. 
 
O cantor foi internado após ser diagnosticado com derrame pleural, que é o acúmulo excessivo de líquido no espaço entre a pleura visceral (membrana que recobre o pulmão do lado de fora) e a pleura parietal (superfície interna da parede torácica). Na semana passada, ele foi diagnosticado com câncer no pulmão. 
 
Reginaldo chegou a ser transferido para um quarto, mas retornou à UTI no dia 9 de dezembro, quando voltou a sentir dores. No mesmo dia foi submetido a uma nova cirurgia para a retirada de líquido no pulmão, com a instalação de um dreno.
 
Nos últimos dias, ele iniciou o tratamento de quimioterapia e sessões de hemodiálise diária. Chegou a ter uma leve melhora no quadro clínico, mas na quinta-feira (19) voltou a respirar com ajuda de aparelhos. 
 
Reginaldo estava com show marcado para o Revéillon do Recife, no bairro do Pina. Ele deixa a mulher Celeide Rossi, com quem era casado há mais de 30 anos, e com quem teve o filho Roberto.
(Fonte: http://musica.uol.com.br).

REGINALDO ROSSI É DIAGNOSTICADO COM CÂNCER DE PULMÃO

Publicado em: 12/12/2013 11:16:13


A equipe médica do cantor Reginaldo Rossi informou, nesta quarta-feira, que o cantor foi diagnosticado com câncer no pulmão. A doença foi confirmada após uma biópsia feita no nódulo retirado da axila direita do cantor no último dia 4.
 
O diagnóstico repassado pela assessoria de imprensa do Hospital Memorial São José, no Recife, onde Rossi está internado desde o dia 27 de novembro, foi divulgado pelo médico Jorge Pinho. "Devido ao crescimento rápido do tumor, a equipe médica já iniciou a quimioterapia. O procedimento será realizado por três dias seguidos, com novas repetições a cada 21 dias. Embora agressivo e de rápido crescimento, esse tipo de tumor responde bem ao tratamento que será aplicado.", informou o comunicado oficial.
 
Ainda de acordo com a equipe médica, não será preciso fazer uma nova intervenção cirúrgica. Segundo o Dr. Jorge Pinho, o cantor recebeu o diagnóstico com dignidade e tranquilidade. "Estou pronto para a batalha e tenho certeza que vencerei", falou o cantor.
(Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br, de 11.12.13).
 

O DRAMA DE OVELHA: CANTOR PODE FICAR PARALÍTICO

Publicado em: 07/12/2013 22:04:28


Com os versos de Te Amo, que Mais Posso Dizer?, Ovelha fez muito sucesso nos anos 80 (vai dizer que você nunca cantarolou o refrão chiclete “ou ou, ei ei, sem você não viverei”?). De lá para cá foram altos e baixos, mas sempre se mantendo na música.
 
Acontece que, dos dois últimos meses para cá, a rotina tem sido difícil por conta de uma grande dor na região do fêmur que o obrigou a usar uma bengala e a frequentar hospitais tentando descobrir o problema. A assessora de imprensa de Ovelha, Cris Souza, contou ao R7 que o cantor já passou por vários médicos, até que identificaram um desgaste gravíssimo nos ossos.
 
— O fêmur está detonado, pois já está encostando osso no osso. Se não fizer a cirurgia, corre o risco de ficar paralítico. Aos 58 anos, Ovelha está usando bengala para se locomover e tentar aliviar as dores fortes ao caminhar. Segundo a assessora, o cantor não vê a hora de se livrar dos incômodos e se movimentar normalmente.
 
— Ovelha está inquieto com as dores. Como ele é muito elétrico, não consegue ficar parado e fica nervoso. Quer operar logo.
 
Há oito meses, Ovelha formou uma dupla. Ele se juntou a um outro cantor que conheceu pela TV. Evaldo, que agora é Oliver, falava sobre a decisão de abandonar a vida de cobrador para se dedicar somente à música. Ovelha se interessou pela história e, como acaso, eles acabaram se encontrando na rua, e Ovelha sugeriu a parceria em uma música. Na brincadeira, o dueto acabou virando um CD e o início de uma dupla no currículo de Ovelha.
 
Ovelha e Oliver têm feito shows no litoral paulista, Minas Gerais e Grande São Paulo e, segundo a assessora, eles mantiveram essa rotina mesmo com as dores do mais famoso.
 
— Cancelamos alguns shows, mas Ovelha fez questão de manter a maioria. Temos alguns já marcados no começo de novembro, mas talvez tenhamos que cancelar. Vai depender da saúde dele, pois o Oliver não se apresentaria sozinho. Cris conta que Ovelha será transferido até esta sexta-feira (25) e eles esperam que a cirurgia seja realizada até a semana que vem, no máximo.
 
— Ele está tomando remédios para dor, alguns até com morfina. Está sofrendo e não vê a hora de ficar melhor. (Fonte: http://entretenimento.r7.com, de 25.10.2013).

RENATO RUSSO, 17 ANOS SEM O POETA DOS ANOS 80

Publicado em: 11/10/2013 14:09:43


Não, Não Foi Tempo Perdido!
Hoje dia 11 de Outubro, está fazendo 17 anos da perda do maior letrista e Poeta do Rock Nacional, no ano de 1996 perdemos Renato Manfredini Junior. Renato Russo foi autor das músicas que fizeram a trilha sonora de minha vida e de meus amigos, compartilhamos medos, descobertas, conquistas, era uma época em que achavarmos que realmente poderíamos mudar o mundo, é impressionante como Renato, mesmo 17 anos após sua morte, continua presente em nossas vidas. Este ano os filmes baseados na obra de Renato, levaram milhões de pessoas aos cinemas, e os Cds da Legião Urbana continuam  a ser os mais vendidos entre as bandas de rock nacional. Durante muito tempo depois da morte de Russo, a Legião continuou sendo a terceira maior vendedora de discos da Emi Odeon no mundo inteiro. É uma marca que impressiona, seja lá qual o ângulo que se queira olhar. Ou o fato de até hoje, ‘Há Tempos’ ter batido o recorde de pedidos de execuções nas rádios no dia do lançamento. Ou mesmo de apenas Frank Sinatra e Michael Jackson terem ocupado tanto tempo no Jornal Nacional no dia da própria morte como Renato Russo. Mais o que fica é a sensação que todos nós que amamos a Legião temos, de que Renato fez, faz e sempre fará parte de nossas vidas, me lembra a primeira vez que ouvi a Legião no Rádio e a minha reação foi imediata, ‘Esse cara tá falando da minha Vida’, Renato era isso, tinha e ainda tem o dom de tocar nossos corações de forma única e mágica, a saudade aumenta a cada ano, Renato permanecerá para sempre em nossos corações. Wagner Ribeiro. Mariense – Paraíbano – Fã da Legião Urbana. (Fonte: http://expressopb.com).

FALECEU DOMINGUINHOS, O REI DA SANFONA

Publicado em: 24/07/2013 02:22:18


altO cantor e compositor pernambucano Dominguinhos, conhecido como "rei da sanfona", morreu às 18h desta terça-feira, aos 72 anos, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Ele estava internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo.
 
Considerado um dos principais nomes do forró, o músico gravou sucessos como "De Volta pro Aconchego" e "Eu Só Quero um Xodó" durante uma carreira de mais de cinco décadas.
 
Dominguinhos foi internado em 17 de dezembro , no Hospital Santa Joana, no Recife, com quadro de infecção respiratória e arritmia cardíaca. Em 13 de janeiro, foi transferido para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde o tratamento passou a ser liderado pelo oncologista que o acompanhava havia seis anos, desde que recebeu o diagnóstico de tumor pulmonar.
 
Nascido em Garanhuns no dia 12 de fevereiro de 1941, José Domingos de Moraes começou a carreira ainda na infância, tocando sanfona de oito baixos no grupo Os Três Pinguins, que formou com dois irmãos.
 
Na adolescência, mudou para o Rio de Janeiro e procurou Luiz Gonzaga, o rei do baião, que lhe dera seu endereço anos antes. Dominguinhos, na época apelidado de Neném do Acordeon, tornou-se herdeiro musical de Gonzaga, morto em 1989.
 
Em entrevista ao iG , publicada em 2011, Dominguinhos falou sobre a relação com o mestre: "Conheci Gonzaga até sem saber quem era. Eu tinha oito anos, não sabia quem era artista nenhum. Eu e meus irmãos tocávamos na porta do hotel em que ele ficou. Eu tocava pandeiro. Botaram a gente pra tocar lá pro homem. Ele nos deu o endereço dele no Rio, nos deu dinheiro. Passados alguns anos, meu pai um dia se cansou de Garanhuns, pegamos um caminhão pau-de-arara, 11 dias de viagem, e fomos bater em Nilópolis (RJ). Aí eu tinha 13 anos. Ficamos em Nilópolis a vida toda, ali casei e tive família. Gonzaga deu uma sanfona para meu pai na mesma hora em que chegamos. Pronto, ficou nosso amigo e me protegendo".
 
Sucessos
 
Em 1964 Dominguinhos lançou o primeiro de cerca de 30 álbuns, "Fim de Festa". Onze anos depois gravou "Eu Só Quero um Xodó", que ganhou versões em diversas línguas. Durante a carreira, fez parcerias com músicos como Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Chico Buarque, Djavan e Elba Ramalho, intérprete de "De Volta pro Aconhego". Outros sucessos incluem "Isso Aqui tá Bom Demais", "Tenho Sede", "Lamento Sertanejo" e "Tantas Palavras". 
 
Entre os prêmios que recebeu está o Grammy Latino de melhor álbum regional, em 2002, por "Chegando de Mansinho". Em 2010, foi homenageado pelo Prêmio Shell de Música e se apresentou em um show no Rio de Janeiro com convidados como Elba, Gil e Marcelo Mimoso.
 
Também participou do documentário "O Milagre de Santa Luzia" , de Sergio Roizenblit, no qual conduziu uma viagem pelo Brasil que toca sanfona. Em 2011, quando o filme foi lançado em DVD, Dominguinhos comemorou a "redescoberta" do instrumento.
 
"Nunca se vendeu tanta sanfona, e é um instrumento caro", disse, ao iG . Ele lamentou o fato de o Brasil não valorizá-la o suficiente, mas se mostrou otimista. "Mas estão descobrindo no Brasil também."  Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br, de 23.07.13).